quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Fé nas pessoas, descrença na justiça

Lembram-se do post em que vos falei das pessoas que se dispuseram a ajudar aquele pai para que conseguisse ficar com a filha que o juiz tinha decretado que  fosse dada para adopção?
Pois bem, esse pai tinha como desejo de natal conseguir estar com a filha na noite de natal para que lhe pudesse dar um abraço e a prendinha que tinha conseguido comprar para a menina.
E foi este mesmo desejo que o juiz recusou e recusou que este pai pudesse ver a filha no dia de natal!!
E eu agora pergunto, como é que se toma esta decisão? Em que é que este juiz se baseia para dizer que este pai e esta filha tem de cortar os laços que tem? Será este homem pai?
É lamentável que hajam crianças que são todos os dias mal tratadas e morrem ás mãos dos pais e a nossa justiça nada faça e depois quando há um pai que quer lutar pela filha que lhe foi roubada porque estava a atravessar uma má fase da vida com o desemprego.

Se no outro post dizia que ainda me orgulhava do povo português, com este vos digo que a minha descrença na justiça portuguesa é total!