segunda-feira, 19 de junho de 2017

Agradecer será sempre pouco

Se há realmente heróis neste pais são sem dúvida os bombeiros.
Se há alguém a quem temos que homenagear, a quem temos que bater palmas é aos bombeiros. Homens e mulheres que enfrentam as gigantes chamas em troco de muito pouco ou até mesmo de nada quando falamos dos voluntários.
Homens e mulheres que muitas vezes saem de casa sem saberem se voltam.
Que enfrentam temperaturas elevadíssimas, que vem as chamas acima de si. Que tentam salvar tudo e todos. Seja uma pessoa, seja um animal.

É por isso que me custa ver e ouvir pessoas a criticarem os bombeiros. Eles fazem o que podem e o que não podem. Eles combatem incêndios dias a fio, na maioria das vezes com material já velho. Quantos deles combatem incêndios já magoados. Cheios de fome e cansados.
No ano passado, quando o fogo também andou ás portas de casa da minha avó vi carros de bombeiros chegarem de outros focos de incêndio. Vi uma bombeira descer do auto-tanque com um pé ligado e a coxear. Ela continuava ali, pronta para a luta.
Foi então que um bombeiro se aproximou de mim e me perguntou: "menina, vila cova é o nome da aldeia, é o lugar, é o que?" e eu respondi-lhe que vila cova era o nome da aldeia que fazia parte do concelho de Barcelos. Foi aí que ele me respondeu "sabe, nós somos do Alentejo". Senti um murro no estômago e fiquei calada por segundos. Apeteceu-me abraçar aquele bombeiro mas apenas lhe consegui dizer "obrigada".
Perguntei-lhe se os podíamos ajudar de alguma forma, pediu-me cafés e água e foi o que lhes demos. Minutos depois entraram fogo dentro.

Por isso, aqueles que criticam que os bombeiros não vieram, não quiseram saber, eu acredito que o desespero é grande, mas lembrem-se sempre que eles não chegam porque não querem. Não chegam porque não podem.
E desculpem se o que vou dizer possa parecer agressivo, mas quantos dos que criticam apoiam os bombeiros durante o ano? Quantos são sócios dos bombeiros? Não basta criticar quando precisamos deles.

Um bem haja a todos os bombeiros que diariamente arriscam a vida por nós.

Agradecer será sempre pouco!